sábado, 25 de março de 2017






Vida Cigana

  Ao chegar naquele alto lugar,de paisagem deslumbrante,montanhas por todos os lados,vejo sorrisos
e uma alegria de ser bem vinda em algum lugar encantando, este que não é meu,não nessa vida.
  Ás vezes parece que já cresci lá junto com aquele povo e suas tradições,noto,que cresci com pensamentos parecidos,ultrapassados pela sociedade,de valores que parece meio longe deste mundo agora onde vivo.
  Os ciganos preservam muito a família,e a cigana com suas vestes lindas de  vestidos e saias longas
como nos tempos passados, mulheres que ficam lindas mesmo cuidando de seus filhos e arrumando
a casa,e sua casa é um cantinho alegre e cheio de sonhos.
  Como meu vó falava,o cabelo é o véu da mulher,e isso continua,valorizam muito
seus longos cabelos,mas que por fé de um pedido,cortam sem lamentar.
 Sei que há muitos mistérios nesse mundo nem tão encantado,e que nem tudo podemos desvendar,mas algo já foi, a força e a coragem de um povo que luta sem pestenejar.
      Mulheres guerreiras com sorrisos largos não mostram a luta e as dificuldades ao qual são obrigadas a enfrentar.
   Um mundo onde o preconceito ainda aflora em corações que nem tentam compreender as suas crenças e a garra para criar seus filhos e sua casa,pois não ache que é fácil ser cigana,e que tudo é um mar de rosas.
A luta é constante e a todo instante.
   Umas com seus problemas domésticos,onde o casamento é tudo e nem tudo é aguentado.Mas força guerreira pois com sua fé todo mal é quebrado.
   Quem quer dá emprego há um cigano,ladrão,folgado?
   É triste,mas o preconceito existe,e se fala que ama o povo cigano,ama só a parte que lhe convém,
pois da luta e da fome,não é problema de ninguém.Pera,ninguém que realmente precise de ajuda é claro.
  Ciganos,esses abençoados.
   Abençoados ou amaldiçoados? Essa resposta deixo para que vc escolha.
   Só sei de algo de verdade,eles são gente de amor,de união e que sabem que a vida é mais que Teto...
   São estrelas.

BY:Adélia Matos (Natasha Luz)

Nenhum comentário:

Postar um comentário